sábado, 27 de março de 2010

O FILHO PERDIDO


Pai, quero te encontrar, me desculpar e conversar contigo
Sinto sede da tua voz, sinto fome do amigo
Sabes tudo de mim, conheces meus pensamentos
Como pude resistir ao teu amor por tanto tempo

Aqui estou arrependido e envergonhado, caído ao pé da cruz
Prostrado em flagelo, sob o olhar piedoso de Jesus
Caminho de luz, amor, perdão e bondade
Por isso rendo-me diante de tua vontade

Sei que não sou digno de tua misericórdia
Tantas vezes pequei por pensamentos, palavras e obras
Estou consciente de que já não mereço
Ter mais uma chance e tentar um novo recomeço

Pequei dias e noites sem saber o mal que me causaria
Fazia do meu jeito porque não te conhecia
Jogado a noite fria quando o Senhor me escolheu
Procurava o filho perdido e este filho era eu

De joelhos pedi em prece a misericórdia do perdão
E o senhor me transformou com o toque de suas mãos
Obrigado meu Deus por ouvir o clamor do meu espírito
Por isso imploro, faça o que for preciso. Mas fica comigo

Autor-José Augusto Cavalcante

Um comentário:

  1. ameiiiii lindo todos k li apaixonei ..vc esta de parabens

    ResponderExcluir